BRASILEIRO INOVA AO RECRIAR FORMAS DE PAGAMENTOS PARA TELEFONES FIXOS, CELULARES E APLICATIVOS

REVISTA PRIME

Conheça o SCTMP (Sistema de Comunicação Tarifada com Monetização Pessoal).

Toda inovação tecnológica de sucesso visa atender a uma necessidade, ou “dor” da sociedade. O carro resolveu o problema da locomoção; o rádio permitiu que as pessoas se informassem melhor; o telefone possibilitou conversas à distância, e a internet permitiu que qualquer pessoa pudesse entrar em contato com qualquer pessoa do mundo em um piscar de olhos.

E quando uma inovação surge e atende melhor à uma necessidade, a solução anterior se torna obsoleta e cai em desuso. Quem ainda utiliza velas para se orientar à noite?

Porém, ainda existe uma dor da sociedade que ninguém conseguiu curar. É a dor do contato absoluto e sem limites. Claro, você pode conversar com uma pessoa da Inglaterra ou da Índia neste exato momento, mas você não quer conversar com qualquer um: o seu sonho é bater um papo com o seu cantor de rock favorito. O que fazer?

O inventor brasileiro Carlos Brunet traz a solução para esta necessidade: o SCTMP, sigla para Sistema de Comunicação Tarifada com Monetização Pessoal.

Em breve, os valores cobrados por minuto de conexão não serão mais definidos pelas operadoras telefônicas, e sim pelos próprios usuários. Além disso, o valor arrecadado pelas chamadas não será apenas repassado às operadoras.

O receptor da chamada e dono da linha – ou seja, você – também poderá receber por cada minuto de conexão.

Trata-se de uma modalidade de conexão inédita que promete revolucionar o mercado, possibilitando, pela primeira vez na história, o contato direto com qualquer pessoa, até mesmo aquelas de mais difícil acesso.

 

O mercado de conexões atual: um modelo obsoleto?

As tradicionais operadoras de telefonia estão ameaçadas, relata o inventor Carlos Brunet. As empresas de telefonia já não sabem mais o que oferecer a seus clientes: montam seus combos promocionais com planos de dados robustos e ainda oferecem chamadas ilimitadas por valores mensais verdadeiramente simbólicos. Ao mesmo tempo, as tradicionais formas de comunicação, como SMS e até mesmo ligações, estão perdendo espaço. Em meio à pandemia, centenas de software e aplicativos de conexões e videochamadas foram lançados no mercado – porém todos trabalham praticamente de forma gratuita.

Porém, mesmo com o desenvolvimento da internet e da tecnologia, não é possível se conectar com qualquer pessoa, principalmente famosos, que continuam inacessíveis. Afinal, você leitor conseguiria ligar para a Madonna neste exato momento?

 

Atualmente, a maioria das pessoas possui um plano celular apenas para acessar a internet e aplicativos como WhatsApp e Telegram, e não para realizar chamadas telefônicas tradicionais – até porque tais chamadas as obrigam a colocar o código (0xx) de cada operadora antes dos números para obter descontos.

Por conta disto, os métodos de conexão tradicionais das operadoras de telefonia encontram-se ultrapassados e já estão com os dias contados. A inovação tecnológica não para: já conhecemos a história da Kodak, dos hotéis, das locadoras de vídeos e dos taxistas, que não tomaram decisões audaciosas enquanto havia tempo e perderam espaço para tecnologias inovadoras que oferecem soluções melhores para os problemas do cotidiano.

 

Há quase uma década os telefones celulares não sofrem evoluções profundas em sua essência. O fato de os smartphones modernos terem recebido tecnologia touch, câmera de vídeo, ecrã, internet 5g, identificador de chamadas e serem a prova d’água, foram inovações super significantes sim! Mas as operadoras de telefonia têm ganhado apenas centavos por cada conexão realizada.

 

Graças ao inovador SCTMP, isto está prestes a mudar. As operadoras passarão a ter clientes que cobram dezenas de milhares de reais por curtas chamadas, e poderão receber uma porcentagem pela intermediação. O salto no faturamento será estratosférico! Segundo o inventor, as operadoras poderão solucionar uma necessidade do mercado, a “dor da conexão impossível”, que disponibiliza contatos difíceis sob a condição de pagamento para estabelecer a conexão.

Afinal, quem não desejaria conversar diretamente com o seu ídolo?

 

Quanto custa o seu minuto?

 

Digamos que hoje você paga cinco centavos por minuto de conexão. Este valor é inteiramente repassado para a empresa operante como pagamento pela prestação de serviços.

No sistema SCTMP, o valor da tarifa é definido por você, usuário. Você é quem decide quanto custa o seu tempo, e poderá configurar em seu CHIP SIM ou no APP o valor do seu minuto. A pessoa que desejar entrar em contato com você será comunicada antecipadamente por uma gravação eletrônica, que irá informar a respeito do valor da chamada, composto pelo valor que você definiu pelo minuto mais a taxa da operadora, e oferecerá a opção para continuar e completar a conexão.

Desta forma, com o novo sistema, você conecta pessoas comuns a pessoas de difícil acesso, e, melhor, sem intermediários.

 

Contatos e conexões “impossíveis”

Nem todos desejam firmar conexões de forma gratuita. Um advogado, por exemplo, poderia definir sua tarifa em R$ 10,00 por minuto de conexão e prestar consultoria desta forma. Um influencer digital, por outro lado, poderá cobrar facilmente R$ 20.000,00 por uma breve chamada exclusiva de vídeo. Hoje, modalidades semelhantes têm faturado valores astronômicos. Blogueiros e artistas do mercado digital chegam a cobrar R$40.000,00 para levantar stories personalizados de trinta segundos – e isto sem estabelecer uma conexão direta com os usuários.

Através desta nova modalidade, a maior parte do faturamento vai para o proprietário da linha telefônica, e uma porcentagem é destinada à operadora que fornece o serviço. E pessoas famosas poderão disponibilizar um número específico para atender o público em geral mediante pagamento. Elas desejarão expor seus contatos profissionais, enquanto mantém sua linha particular em sigilo.

Desta forma, é possível disponibilizar ao público as conexões que até então são consideradas impossíveis. Já imaginou você ter acesso a qualquer pessoa, poder ligar para um jogador de futebol famoso ou um apresentador de televisão?

 

Esse é o futuro, relata o criador.

A modalidade é única e exclusiva no mundo das conexões, sendo possível desenvolver ligações por vídeo, áudio ou texto tarifadas, e graças a seus admiráveis e inéditos diferenciais, a invenção recebeu proteção de Copyright ©️ nos Estados Unidos da América, além de ter sido reconhecida como uma inovação da telecomunicação pelo Museu de Invenções da América Latina.

 

O inventor Carlos Brunet, que possui também outras criações, recebeu em 2021 um de seus maiores reconhecimentos graças ao SCTMP: foi diagnosticado pela ANI (Associação Nacional dos Inventores Brasileiros), presidida pelo ilustre Dr. Carlos Mazzei como “O Inventor com a mente dos projetos mais brilhantes dos últimos 30 anos”.

Um futuro ainda mais interligado

 

A internet expandiu o potencial de conexões horizontais da humanidade de forma colossal. Há meros trinta anos era quase impossível comunicar-se com pessoas que residiam em outros continentes; hoje, as redes sociais permitem contato imediato com qualquer pessoa do mundo. Se antes a distância e os meios de comunicação eram o principal problema, hoje a língua é a única verdadeira barreira.

Agora, vamos trazer ao mundo a possibilidade de conexões verticais: todas as pessoas poderão disponibilizar seu contato e o valor de seu minuto, e qualquer pessoa poderá estabelecer conexão com quem quer que seja.

A teoria dos seis graus de separação dita que nós estamos a seis pessoas de distância da Madonna. Muito em breve, entretanto, estaremos a apenas um telefonema de distância.

E aí, quanto custa o seu minuto?

Next Post

"Enrustido! Tem desejo de ser mulher" escancara espiritualista sobre Andrè Valadão

Conheça o SCTMP (Sistema de Comunicação Tarifada com Monetização Pessoal). Toda inovação tecnológica de sucesso visa atender a uma necessidade, ou “dor” da sociedade. O carro resolveu o problema da locomoção; o rádio permitiu que as pessoas se informassem melhor; o telefone possibilitou conversas à distância, e a internet permitiu […]

Subscribe US Now